página principale-mail

Dados biográficos

Personal data

 

Viriato Soromenho Marques nasceu em Setúbal, a 9 de Dezembro de 1957. Licenciado em Filosofia pela Universidade de Lisboa (1979). Grau de mestre em Filosofia Contemporânea pela Universidade Nova de Lisboa, obtido com a defesa de uma tese sobre A caracterização trágica do niilismo em Nietzsche (1985). Doutorado em Filosofia pela Universidade de Lisboa com a defesa de uma tese subordinada ao título Razão e progresso na filosofia de Kant.(1991).

Foi bolseiro do Deutscher Akademischer Austauschdienst em Bremen (1986) e Berlim (1988). Em 1994 visitou os EUA, no âmbito do International Visitor Program. Regressou a esse país em 1997 no quadro de uma bolsa de pós-doutoramento. É ou foi membro de várias sociedades e organizações científicas em Portugal e no estrangeiro, nomeadamente da Sociedade Portuguesa de Filosofia, da International Society for Ecological Economics, da American Political Science Association, da Associação Portuguesa de Ciência Política. Foi o correspondente em Portugal da organização alemã de estudos ambientais Ecologic.

É actualmente professor catedrático na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Regeu as cadeiras de Filosofia da História e da Cultura e de Filosofia da Política e do Direito (licenciatura). Coordenou o mestrado em Filosofia da Natureza e do Ambiente que teve início no ano lectivo de 1995-1996. Tem também colaboração na licenciatura de Estudos Europeus, onde tem leccionado as disciplinas de Filosofia Social e Politica, História das Ideias na Europa Contemporânea e o Ambiente na Europa. Presidiu à Comissão Executiva do Departamento de Filosofia entre Maio de 1999 e Junho de 2002. Introduziu na Universidade de Lisboa a linha de investigação e ensino pós-graduado no domínio da Filosofia da Natureza e do Ambiente (1995), onde se integram o estudo da ética, da educação e das políticas ambientais. Em 2009 foi um dos promotores do Programa Doutoral em Alterações Climáticas e Desenvolvimento Sustentável, congregando a UL, a UNL e a UTL. Tem investigado ao longo das últimas três décadas os contributos do federalismo constitucional norte-americano e da construção europeia para os modelos de governação mundial na era da crise global do ambiente.

Foi conferencista em várias Universidades nacionais e estrangeiras: Universidade Nova de Lisboa, Universidade Católica Portuguesa, Universidade Técnica de Lisboa, Universidade de Coimbra, Universidade do Porto, Universidade de Évora, Universidade do Algarve, Universidade da Beira Interior, Universidade do Minho, Universidade dos Açores, Universidade da Madeira, Universidade de Santiago de Compostela, Universidade Complutense de Madrid, Universidade de Alicante, Universidade de Aalborg, Universidade de Linz, Universidade de Chemnitz, Universidade de Varsóvia, Universidade de Indiana, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Universidade de Campinas, Universidade de São Paulo, Universidade Agostinho Neto (Luanda), Universidade do Estado do Amazonas, entre outras.

Desenvolve desde 1978 uma intensa actividade no movimento associativo ligado à defesa do ambiente, tendo sido -- de 1992 a 1995 -- presidente da associação ambientalista nacional, a QUERCUS- Associação Nacional de Conservação da Natureza.

Entre 1985 e 1987 representou a opinião pública no Conselho de imprensa. Foi o coordenador nacional da campanha nacional de divulgação do papel e valor da imprensa: 'Ler Jornais é Saber Mais'. Colabora, ou colaborou, assiduamente em diversos órgãos da comunicação social escrita e audiovisual, nomeadamente o JL, a revista Visão, Diário de Notícias, a RTP2, a RTPN, a Rádio Renascença, e as secções portuguesa e brasileira da BBC. Dirigiu o semanário do Distrito de Setúbal SemMais Jornal (entre Abril de 1998 e Março de 2003), e o diário Correio de Setúbal (entre Fevereiro de 2002 e Março de 2003). Fundou a Revista electrónica O Sentido da Terra. Foi colaborador permanente da revista Ambiente 21. É membro do Conselho Científico da edição portuguesa da Revista National Geographic, da revista Philosophica, da Universidade de Lisboa, da revista O Mundo em Português, da revista Diacrítica, da Universidade do Minho e da revista Agora, da Universidade de Santiago de Compostela. É revisor de várias outras revistas académicas nacionais e estrangeiras.

Entre Setembro de 1992 e Julho de 1996 representou as associações de defesa do ambiente no Conselho Económico e Social, tendo sido o relator de três pareceres: Plano de Desenvolvimento Regional (1993), Livro Verde da U.E. sobre Política Social (1994), e Plano Nacional de Política de Ambiente (1995). Representou, igualmente, as organizações não-governamentais da área ambiental na Comissão Nacional da UNESCO. Foi membro, entre 1993 e 1995, do Conselho do Plano Estratégico do município de Lisboa. Fez parte da delegação portuguesa à Cimeira Mundial para o Desenvolvimento Sustentável, em Joanesburgo (2002). Recebeu o Prémio de Mérito na Área do Associativismo, outorgado pelo Município de Setúbal, em 1993. Foi nomeado, em 21 de Maio de 1997, pelo Presidente da República, Grande-Oficial da Ordem de Mérito Civil, integrando, igualmente, o respectivo Conselho das Ordens. Foi cooptado em Maio de 1998 para integrar o Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável. Foi eleito Vice-Presidente da rede europeia de conselhos de ambiente (EEAC- European Environmental Advisory Councils) para o biénio 2001-2002, sendo, posteriormente, reeleito para os biénios seguintes (2003-2004 e 2005-2006). No primeiro semestre de 2004, por convite do então Primeiro-Ministro português, integrou uma equipa de trabalho encarregue de elaborar a Estratégia Nacional para o Desenvolvimento Sustentável (ENDS) e o seu respectivo Plano de Implementação (PIENDS). Foi nomeado, em 5 de Março de 2006, pelo Presidente da República, Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique. Durante os anos de 2005 e 2006 colaborou com a Fundação Calouste Gulbenkian no domínio do Ambiente e da Saúde. Em Fevereiro de 2007 e Dezembro de 2011 assumiu a coordenação científica do Programa Gulbenkian Ambiente. Este Programa mobilizou mais de dois milhões de euros em projectos de desenvolvimento sustentável, não só em Portugal, como também na Arménia, Moçambique e Índia. Entre Março de 2007 e Outubro de 2010 integrou, por convite do Presidente da Comissão Europeia, o High Level Group on Energy and Climate Change, composto por 12 personalidades, encarregues de aconselhar a Comissão na viragem estratégica em matéria de energia sustentável. Foi o comissário científico das seis edições da Conferência Internacional do Funchal, realizada anualmente entre 2008 e 2013. É membro correspondente da Academia de Ciências de Lisboa, desde Abril de 2008, e membro correspondente da Academia da Marinha desde 2012. Foi considerado pela revista «Visão» um dos 200 portugueses mais influentes: “Os 200 Portugueses mais influentes”, Visão, n.º 420, 29 de Março de 2001, p. 63. Em Março de 2009 foi considerado pelo jornal diário Correio da Manhã como uma das 30 personalidades portuguesas mais relevantes das três décadas anteriores (distinção Figura do Futuro). Ganhou o Prémio Quercus 2011. Recebeu o Prémio Personalidade Setubalense na Área Social/Cultural, atribuído pelo jornal O Setubalense (por ocasião do seu 157.º aniversário), em Julho de 2012. Em Dezembro de 2012 foi convidado para integrar o júri do mais significativo Prémio cultural nacional, o Prémio Pessoa. Foi eleito, na Primavera de 2013, membro externo do Conselho Geral da Universidade da Madeira. Prémio de Personalidade do Ano 2014, da Fundação Portuguesa do Pulmão. Em 2014 a Heinrich Böll Stiftung considerou um seu artigo sobre os últimos 40 anos da economia e políticas portuguesas, no contexto europeu, escrito em co-autoria com Ricardo Cabral, como o melhor artigo do ano 2014 publicado electronicamente por essa Fundação alemã.

Proferiu ou orientou mais de mil conferências e cursos breves em Portugal e vinte e três outros países. Publicou cerca de quatro centenas de estudos, abordando temas filosóficos, político-estratégicos, e ambientais. De entre os livros publicados merecem destaque: Europa: o risco do futuro (Lisboa, Dom Quixote, 1985); Direitos humanos e revolução (Lisboa, Colibri, 1991); Europa: labirinto ou casa comum (Lisboa, Publicações Europa-América, 1993); Regressar à Terra: Consciência ecológica e política de ambiente (Lisboa, Fim de Século, 1994); História e política no pensamento de Kant (Lisboa, Publicações Europa-América, 1995); A Era da Cidadania. De Maquiavel a Jefferson (Lisboa, Publicações Europa-América, 1996); Ambiente e futuro: O caso português (Matosinhos, C.M. de Matosinhos, 1996); O futuro frágil. Os desafios da crise global do ambiente (Lisboa, Publicações Europa-América, 1998); Razão e Progresso na Filosofia de Kant (Lisboa, Edições Colibri, 1998); Ecologia e Ideologia (em co-autoria, Livros e Leituras, 1999); A Revolução Federal: Filosofia Política e Debate Constitucional na Fundação dos E.U.A (Lisboa, Edições Colibri, 2002). O Federalista, de Hamilton, Madison e Jay, tradução, introdução e notas com a colaboração de João C. S. Duarte (Lisboa, Edições Colibri, 2003); O Desafio da Água no Século XXI. Entre o Conflito e a Cooperação (coordenação científica, Lisboa, Editorial Notícias, 2003). Reflexões sobre a  Arte de Vencer, de Frederico II da Prússia («Estudo Introdutório», Lisboa, Edições Sílabo, 2005), Estratégia Nacional para o Desenvolvimento Sustentável. Um projecto para Portugal (em co-autoria, Lisboa, Pandora, 2005), Metamorfoses. Entre o Colapso e o Desenvolvimento Sustentável (Mem Martins, Publicações Europa-América, 2005), Cidadania e Construção Europeia (coordenação, Lisboa, Museu da Presidência da República/Ideias e Rumos, 2005); Estado & Cidadania. O que Impede boas Políticas Públicas? (coordenação, Lisboa, Esfera do Caos, 2007; ORegresso da América. Que Futuro Depois do Império O Ambiente na Encruzilhada. Por um Futuro Sustentável (coordenação, Esfera do Caos, 2010); Environment at the Crossroads. Aiming for a Sustainable Future (coordination, Manchester, Carcanet, 2010); Políticas Públicas do Mar. Para um Novo Conceito Estratégico Nacional (co-coordenação, Lisboa, Esfera do Caos, 2010); Tópicos de Filosofia e Ciência Política. Federalismo. Das raízes Americanas aos dilemas europeus (Lisboa, Esfera do Caos, 2011); O Federalista, de Hamilton, Madison e Jay, tradução, introdução e notas com a colaboração de João C. S. Duarte (Lisboa, 2.ª edição, Fundação Calouste Gulbenkian, 2011); Muros de Liberdade (co-coordenação com Karl-Eckhard Carius, Lisboa, Esfera do Caos, 2014); Mauern der Freiheit, (hrgs. mit Karl-Eckhard Carius, WestfälischesDampfboot, 2014) Portugal na Queda da Europa (Lisboa, Temas & Debates/Círculo de Leitores, 2014). Alguns dos seus textos estão traduzidos em castelhano, inglês, alemão, francês, norueguês e mandarim.

 

English version on Personal Data from Viriato Soromenho-Marques

Viriato Soromenho-Marques (1957) teaches Political Philosophy, Philosophy of Nature, and European Ideas in the Departments of Philosophy and European Studies of the University of Lisbon, where he is Full Professor. Since 1978 he has been engaged in the civic environmental movement in Portugal and Europe. He was Chairman of Quercus (1992-1995). He is member of the National Council on Environment and Sustainable Development. He was Vice-Chair of the European Environmental and Sustainable Development Advisory Councils network (2001-2006). In 2004 he was invited to be one of the five authors of the Portuguese National Strategy for Sustainable Development. In 1997 he received from the Presidency of the Portuguese Republic the degree of «Grande Oficial da Ordem do Mérito Civil» and in 2006 the degree of «Grande Oficial da Ordem do Infante Dom Henrique». He was the scientific coordinator of the Gulbenkian Environment Program (2007-2011). This Program provided over 2 million euros of funding resources to numerous sustainable projects both in Portugal as well in countries like Armenia, Mozambique and India. He was one of the twelve members of the High Level Group on Energy and Climate Change by invitation of the President of the European Commission (2007-2010). He is correspondent member of the Lisbon Academy of Sciences, Class of Humanities (Letras), since 2008, and from the Marine Academy since 2012. He was the representative of public opinion in the Press Council (1985-1987). He is or was a regular contributor to some Portuguese mass media like the Jornal de Letras, Diário de Notícias and RTP and also the Portuguese and Brazilian Sections of the BBC. Among other Prizes and distinctions he was awarded with the Environment Quercus 2011 Prize, and considered in 2009 by the daily newspaper Correio da Manhã, as one of the 30 most outstanding personalities in the recent three decades. In 1993 and 2012 he was distinguished with regional awards from his hometown, Setúbal (respectively, by the city mayor and the regional newspaper O Setubalense). In 2014 he was also awarded by the Federação Portuguesa do Pulmão (medical association of respiratory illnesses) with the Prize Personality of the Year.  The German Heinrich Böll Stiftung (HBS) considered his text (co-authored with Ricardo Cabral) “Portugal: 40 Years of Democracy and Integration in the European Union”, published within the realm of the HBS European Policy Programme, as the “Article of the Year 2014”. He wrote over four hundred works on Philosophy, Environment and International Relations matters. He was speaker in over one thousand conferences in Portugal and twenty three other countries. Some of his texts and books are translated to Spanish, French, English, German, Norwegian and Mandarin.